Situação do Plano de Mobilidade de Salvador

Enfim o plano de mobilidade de Salvador começou a ser elaborado, no segundo de trimestre de 2017.

O consórcio vencedor da licitação, TTC/Oficina, iniciou em Abril uma serie de 25 escutas técnicas e diagnósticas sobre a mobilidade da cidade com entidades, grupos, coletivos e estudiosos da área. Estas escutas foram condensadas e organizadas em um documento disponível no portal de dados do planMob (afinal, aquilo nunca poderá ser considerado um site de participação social).

Segundo o “Relatório Técnico RT02: Panorama Preliminar da Mobilidade na RMS“, sobre “Transporte Não Motorizado”:

“Não existe ainda um projeto de sistema cicloviário para Salvador. É necessária uma campanha de conscientização para que o motorista respeite o ciclista. A bicicleta poderia ser melhor utilizada na distribuição de cargas. A bicicleta deve ser inserida no sistema de mobilidade da cidade como um modo de transporte acompanhado de um processo de divulgação e incentivo ao seu uso.

A caminhabilidade de Salvador é muito precária. O pedestre não tem segurança, nem viária e nem pública. Os projetos voltados a melhorar o deslocamento a pé não foram implantados. A qualidade das calçadas é ruim. Os semáforos nas travessias de pedestres não proporcionam o tempo necessário para o pedestre e é crítico para os idosos.”

O coletivo Mobicidade foi convidado, juntamente com o Bike Anjo Salvador, apresentando uma serie de problemas na atual situação da mobilidade ativa em Salvador. Cabe aqui observar os posicionamentos e proposições das entidades e grupos, especialmente sobre mobilidade ativa. Nosso posicionamento sobre a construção de um plano de mobilidade participativo e popular, que realmente considere a pluralidade de uma cidade com o porte de Salvador, foi entregue aos representantes da SEMOB e do consórcio e está disponível aqui:

https://drive.google.com/file/d/1oyufDFxWt-1WFgMh4WbCXmcv9iSDXATmKaSKic07eZ2dSd7Lhq2mdwr0ne_qvgu8cKdw-VCbRjJ0aaHz/view?usp=sharing

Questionamos o curto tempo para elaboração do planMob da 3ª maior cidade do país (somente 8 meses) e a previsão de somente 3 audiências públicas.

No início de Junho, um Workshop com todos os participantes das escutas foi realizado, em uma única tarde, buscando consolidar prioridades no que foi obtido a partir das escutas. Neste mesmo dia foi apresentado o portal de dados do planMob, sem qualquer ferramenta efetiva e transparente para a participação aberta e ampliada da população. Se qualquer proposição for feita via portal do planMob, a mesma será direcionada para algum email da equipe do planMob, sendo impossível ter conhecimento do que foi efetivamente proposto pela população e como cada proposta foi tratada pela equipe do planMob. Além disso, não existe qualquer espaço para publicação de propostas e/ou documentos disponibilizados para o planMob pela sociedade civil. Durante a escuta em que participamos, entregamos documentos de proposições e observações sobre mobilidade ativa, disponíveis aqui.

No “Relatório Técnico RT03:  Levantamento de Dados Primários e Secundários“, descobrimos mais um problema conceitual grave.  Embora considere os diversos documentos obtidos durante os encontros diagnósticos, os mesmos não foram compartilhados no portal e o RT03 não considera a mobilidade ativa no levantamento de dados primários e secundários, embora existam diversas pesquisas sobre a mobilidade por bicicleta em Salvador.

No início do mês de agosto foram divulgadas as duas primeiras atividades oficiais, após fase de diagnóstico. O Conselho Municipal de Transporte irá se reunir na próxima sexta, dia 11. Na pauta, o futuro da mobilidade em Salvador: ônibus, metrô, bicicleta, calçadas, integração modal, valor de passagens, embarcações, transporte de cargas. É seu direito participar. Além disso, no 16/08 acontece a 1ª audiência pública do PLANMOB Salvador, das 09h às 13h no Ministério Público do Estado da Bahia​, em Nazaré.  A convocação está feita. A ideia é articular cidadãos, coletivos e instituições para pressionar por um planMob que assegure as diretrizes da Lei Nacional de Mobilidade.

Afinal, a bicicleta está nos seus planos ? Saiba mais no projeto “A bicicleta nos planos“,  que busca articular ações para garantir políticas públicas reais à favor da mobilidade ativa.

Anúncios

Salvador está participando! Bicicleta nas Eleições convida você a opinar sobre mobilidade urbana para @s candidat@s à prefeitura da cidade

template_wordpress2
Tornar a mobilidade urbana por bicicleta um compromisso dos candidatos e candidatas ao executivo e legislativo municipais em seus respectivos planos de gestão: esta é uma das missões dos coletivos Mobicidade Salvador e La Frida Bike durante os próximos meses na capital baiana.

Executor da Campanha Bicicleta nas Eleições, promovida pela UCB (União de Ciclistas do Brasil) e lançada em Junho, o Mobicidade Salvador, em parceria com o La Frida, espera, com esta iniciativa, fomentar ainda mais o debate sobre a mobilidade não-motorizada e sua integração ao transporte coletivo. A campanha é formada por um conjunto de ações da para  inserir a mobilidade não motorizada, com ênfase na bicicleta, na agenda dos candidatos em várias cidades brasileiras.

Idealizada pelo GT Políticas Públicas da UCB – União de Ciclistas do Brasil, a campanha Bicicleta nas Eleições é baseada em experiências passadas exitosas, realizadas em eleições municipais anteriores, bem como na campanha com os candidatos à presidência da república em 2014, também realizada pela UCB.

Temas como redução de velocidade, aumento da infraestrutura cicloviária da cidade e campanhas educativas voltadas para motoristas, motoristas de ônibus, taxistas  e motociclistas são algumas das pautas que serão discutidas com os participantes do pleito de 2016. O diálogo com os cidadãos nos bairros também deve acontecer como instrumento de sensibilização ao tema.

AÇÕES EM SALVADOR

O cronograma de ações do Mobicidade Salvador e La Fride Bike para a campanha Bicicleta nas Eleições inclui algumas etapas. A primeira delas é a divulgação de uma consulta pública para construção de uma Carta Compromisso com a Mobilidade Urbana para as eleições municipais em Salvador. A mesma é feita a partir de um formulário online através do qual a população poderá oferecer informações sobre o que considera prioritário no plano de mobilidade urbana, como: acalmamento do trânsito e segurança viária, qualificação e aumento de frota do transporte público, requalificação de calçadas e áreas de travessias, entre outros temas.

Ao mesmo tempo, o coletivo irá promover rodas de conversa em pelo menos cinco regiões da cidade de Salvador, com o objetivo de sensibilizar e dialogar com a sociedade civil para a importância das diretrizes das políticas públicas para o plano de mobilidade, falando sobre a bicicleta como meio de transporte e de trabalho, e não apenas para passeio ou esporte. Essas duas ações culminam em uma terceira: uma agenda de Mobilidade Ativa com a qual @s candidat@s à Prefeitura de Salvador podem se comprometer, formalizada numa Carta Compromisso aos prefeituráveis de 2016. Com o material recolhido, os coletivos irão redigir uma carta aos candidatos à prefeitura da capital baiana com uma lista de ações que devem ser prioritárias no seu mandato, no que diz respeito à mobilidade ativa. A entrega da carta acontecerá em uma ocasião específica na qual os candidatos serão convidados a comparecer a um encontro com os representantes do Mobicidade Salvador.

A campanha tem início no dia 16 de agosto em âmbito nacional. O formulário para a consulta pública está disponível  aqui. As rodas de conversa acontecerão entre os meses de agosto e setembro, e a entrega da Carta Compromisso está prevista para setembro.

Em breve serão divulgadas as datas e locais das rodas de conversa, buscando colher mais opiniões da população sobre o grau de importância que os meios não motorizados (pedestres e ciclistas, principalmente) possuem e como pessoas com restrições de locomoção (crianças, idosos, deficientes físicos) são tratadas no cenário urbano de Salvador. Esperamos assim promover uma maior diversidade no uso das ruas e na mobilidade urbana, para além da orla. Precisamos saber a sua opinião, indicando quais desses compromissos você considera prioritários. Basta clicar aqui para começar a participar !

Vamos lá, a cidade precisa de você 🙂

Atualizações serão divulgadas aqui e em nossa Fanpage: https://www.facebook.com/Mobicidadessa/

logos-01

Convocação para assembleia de fundação

ASSOCIAÇÃO DE CICLISTAS URBANOS DE SALVADOR – MOBICIDADE

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Nº 01/2016

ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA DE FUNDAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE CICLISTAS URBANOS DE SALVADOR – MOBICIDADE

Art. 1º- Ficam convidados todos os ciclistas de Salvador interessados para participarem da Assembleia Geral Extraordinária de Fundação da Associação de Ciclistas Urbanos De Salvador – Mobicidade, a ser realizada no dia 19 de abril de 2016, às 18h e 30min, em primeira convocação, e às 19h, em segunda convocação, na Escola de Administração da UFBA (sala 12), Vale do Canela, Salvador-BA, onde estarão em pauta os seguintes assuntos:

  1. Criação da Associação de Ciclistas Urbanos de Salvador – Mobicidade;

  2. Estatuto da Associação

  3. Eleição e posse dos membros das Coordenadorias.

Salvador, 12 de abril de 2016.

Oficina para Políticas de Ciclomobilidade Urbana

A Oficina para Políticas de Ciclomobilidade Urbana faz parte de um conjunto de ações do projeto “A Bicicleta nos Planos“, organizado coletivamente pela UCB – União de Ciclistas do Brasil, Bike Anjo Nacional, Transporte Ativo e articulado localmente pelo Mobicidade Salvador.

Até abril de 2015, cidades brasileiras com mais de 20.000 habitantes deveriam ter desenvolvido um Plano de Mobilidade Urbana, mas menos de 30% delas o concluíram. Nosso objetivo é trazer mais argumentos à favor da bicicleta para os debates do PDDU e do Plano local de Mobilidade, que acontecerão nos próximos meses em Salvador.

Enxergamos o modal bicicleta como um vetor social para garantia do direito à cidade, a ser promovido como política social e afirmativa para a maior parte da população de Salvador, uma metrópole com quase 3 milhões de hab., dos quais 70% ganham até 2 salários mínimos. É necessário garantir a esta parcela meios de desenvolver suas atividades cotidianas de forma mais barata, saudável e limpa, permitindo ter acesso a outras demandas, como educação, saúde, cultura e lazer.

cartaz-01

A inscrição para a oficina é gratuita, porém com vagas limitadas e acontece através do formulário online neste link: http://migre.me/sY3ZB

Solicitamos a todos os interessados o compromisso em participar dos dois dias do evento, reforçando que a ausência na oficina significa ocupar a vaga de outro interessado.

Maiores informações poderão ser obtidas através do email: mobicidade@gmail.com

ou no evento do Facebook: https://www.facebook.com/events/942227269164565/

Lançamento da Cartilha de Mapeamento Colaborativo

O Mobicidade Salvador lançou, no Fórum Nordestino da Bicicleta , a versão 1.0 da cartilha de Mapeamento Colaborativo e Aberto com OpenStreetMap, que é o mapa/base que estamos usando na oficina e nos nossos mapeamentos diários (tanto Ameciclo como Mobicidade, e creio que muitas outras associações e grupos) .

A ideia é produzirmos e mantermos dados abertos, de livre acesso para qualquer pessoa. Acreditamos que este tipo de informação pode ampliar o controle social sobre as intervenções urbanas feitas no tecido da cidade.  Espera-se poder construir uma melhor compreensão de como a cidade está, geralmente, mal distribuída, com intervenções que muito mais segregam e separam do que realmente aproximam e tornam a cidade mais permeável.

A partir dos dados abertos, poderemos gerar várias formas de visualização e estudos, aspectos que foram abordados na oficina do Fórum. Em breve, poderemos produzir mapas/estudos comparativos entre as cidades brasileiras. A partir destes dados, é possível consultar espacialmente a distribuição de postos de compartilhamento de bicicletas, vias cicláveis, páraciclos, lojas e bicicletarias, além de conseguir identificar as vias de alta velocidade, em cada cidade do Brasil.

MapeamentoLojasBikesSetembro2014_detalhes
É com muita satisfação que trazemos esta contribuição e publicizamos a mesma durante o Fnebici, compartilhando agora com todo o Brasil. A cartilha está aberta a melhoramentos e remixagens, gerando novas versões.

Campanha por mais recursos públicos para a Bicicleta em Salvador

O Coletivo Mobicidade SSA apoia a campanha do Fórum CicloSalvador por mais recursos públicos para a bike em Salvador

O Fórum CicloSalvador, formado por vários grupos e usuários de bicicleta construiu coletivamente este abaixo-assinado virtual, por uma demanda que é coletiva e que é ponto comum a todos nós. E que traz ganhos para a cidade e para quem utiliza a bicicleta. Uma campanha por mais recursos públicos para a bike em Salvador
http://migre.me/rjoiE

#BikeNoFUNDURBSSA

Para entender os detalhes, basta acessar o link, ler o texto e assistir o vídeo.

Gostaríamos de contar com sua ajuda assinando a campanha e compartilhando. Qualquer pessoa pode assinar: quem pedala; quem não pedala mas gostaria de pedalar; quem não pedala, mas apoia aqueles que usam a bicicleta.

A ideia é entregar o abaixo-assinado pronto à CMS e à comissão de elaboração do PDDU.

Quem já confirmou apoio:

Grupo Mural de Aventuras

Amigos de BikeASBEB – Associação de Bicicleteiros do Estado da Bahia

UCB – União dos Ciclistas do Brasil

Coletivo Mobicidade

Rua de Gente

Canteiros Coletivos

Grupo Pedal Bom – Itabuna – BA

Grupo Itapagipe é do Pedal

Dr. Juan Pedro Moreno Delgado – professor da UFBa especialista em Mobilidade

Fórum A Cidade também é nossa (Composto por mais de 26 entidades, coletivos e institutos como: Grupo Germem, CAU/BA, CREA/BA, IAB/BA, FAUFBA, SBU, Senge, Sinarq,FABS, AFA, Aprogeo, CESE, APUB, entre outros)

Grupo Participa Salvador

Projeto Cidadanize-se

Grupo Jabutis Vagarosos

Além de contar com o apoio assinando, o Fórum gostaria de contar com o seu apoio compartilhando a campanha.
Isso poderá trazer mais integração para o Fórum e os demais grupos, além de trazer mais representatividade para a campanha.

O Fórum Ciclo Salvador e todos que pedalam agradecem.

Ciclo Salvador – Fórum de Grupos e Usuários de Bicicleta de Salvador

A proposta do 1° Encontro dos grupos e usuários de bicicleta em Salvador, CicloSalvador, busca aproximá-los para que possam conhecer melhor as suas atividades e de que forma atuam. Assim, o fórum contará com diversas atividades, como:

● A apresentação dos grupos e das atividades desenvolvidas por estes;
● O incentivo ao intercâmbio de conhecimentos e complementaridade das atividades realizadas;
● A criação de um fórum permanente dos grupos interessados na melhoria das condições de uso da bicicleta em Salvador.

A organização do fórum é coletiva e conta com grupos e colaboradores, como o Amigos de Bike , ASBEB, Mural de Aventuras, Bike Anjo Salvador, Coletivo Mobicidade Salvador .

Para realizar inscrição gratuita no evento, acesse aqui o formulário de inscrição.

Para acompanhar mais notícias sobre o evento e a programação, visite a página do evento.

Como chegar ao evento!

Iremos publicar nos espaços e redes virtuais mais detalhes e atualizações sobre o evento.
Ciclo Salvador - Março